top of page

Trompas obstruídas: É possível engravidar?


Essa é uma pergunta que têm chegado com frequência no consultório. Por isso, vamos abordar hoje sobre as possibilidades de uma gravidez, caso haja alguma obstrução nas trompas.


No processo natural de fecundação, o óvulo e o espermatozoide se encontram nas trompas de Falópio, também chamadas tubas uterinas, e o embrião formado migra para o útero, onde implanta-se e ocorre a gravidez.


Se a trompa estiver obstruída, ela não conseguirá conduzir o óvulo até o útero, impedindo a fecundação e a gravidez.


Apesar de provocar problemas severos à fertilidade feminina, a maioria das mulheres não apresenta outros sintomas da doença, além dos problemas de fertilidade.


No entanto, em algumas mulheres, uma gravidez ectópica (gravidez que ocorre fora do útero, geralmente nas tubas uterinas) pode ser o primeiro sinal de um problema tubário.


As principais causas são: infecções ginecológicas, cicatrizes cirúrgicas, endometriose, salpingite (inflamação nas trompas).


O diagnostico é feito através da histerossalpingografia (raio-x com contraste) ou videolaparoscopia, uma cirurgia minimamente invasiva onde o cirurgião além de diagnosticar pode tentar a desobstrução.


Caso a obstrução seja unilateral, ou seja, em apenas uma das trompas, há a opção de estimular, através de hormônios, a ovulação e assim aumentar as chances de gravidez através da trompa saudável.


No caso da obstrução bilateral, nas duas trompas, a alternativa é a realização de fertilização in vitro.


Cuide da sua sáude !




Comments


bottom of page