DOAÇÃO E RECEPÇÃO DE ÓVULOS

A ovodoação é um procedimento moderno, seguro (tanto do ponto de vista

jurídico, quanto biológico), além de ser um processo sigiloso, ou seja, a

identidade das pessoas envolvidas nunca é revelada.

 

É indicado para mulheres que por algum motivo não conseguem engravidar

com os seus próprios óvulos, recebendo óvulos de uma doadora para conseguir

realizar o sonho da maternidade.

 

Mulheres que podem se beneficiar com esse procedimento:

* Mulheres na menopausa (falência ovariana);

* Mulheres com baixa reserva ovariana ou com baixa qualidade dos seus óvulos;

* Mulheres que possuam alguma doença hereditária (que poderá passar para

os seus filhos);

* Pacientes submetidas à quimioterapia ou radioterapia, levando a falência ovariana.

Este procedimento já está bem estabelecido pelo Conselho Federal de Medicina e possui algumas regras que devem ser cumpridas:

 

* A doadora deve ter menos de 37 anos;

* Boa saúde mental e física;

* Não pode ter fim lucrativo.

 

Com a nova resolução, a doação de gametas (óvulos e espermatozoides) pode ser entre familiares de até quarto grau. Porém, continua valendo o anonimato para aquelas doadoras que não fazem parte da família.

 

Quando a doadora não é parente, ela deve ser escolhida pelo médico que deverá encontrar uma doadora com as características físicas semelhante a receptora e com compatibilidade sanguínea.

 

Feito isso, iniciamos o tratamento, onde o ciclo deve ser sincronizado. Enquanto a receptora toma os medicamentos para preparar seu útero  e receber o embrião, a doadora irá passar pelo processo de estimulação ovariana, e após o crescimento adequado dos folículos, os mesmos serão captados, sendo que metade desses folículos serão doados e fertilizados com o sêmen do parceiro da receptora, e a outra metade com o sêmen do seu parceiro.

 

Apos a fertilização dos embriões, formados com o sêmen do parceiro da receptora, os mesmos serão transferidos para o útero da receptora. A taxa de gravidez é de 60%. Lembrando que só é permitido a transferência de 2 embriões.

 

Importante destacar que a ovodoação é um procedimento que possibilita a mulher a passar pelo momento magico da gravidez, e  muitas vezes, é a única alternativa para conseguir a realização da maternidade. O amor e o desejo de se tornar mãe é tão forte que supera os desafios.

pregnant-woman-embraced-by-her-husband-4