Pílula anticoncepcional diminui a fertilidade da mulher?


A pílula anticoncepcional é um dos métodos contraceptivos mais utilizados no mundo. Cerca de 100 milhões de mulheres usam regulamente esse método que existe há mais de 60 anos. E quando o assunto é ter filhos, surge à pergunta. Será que ter usado anticoncepcional por muito tempo afetou a minha fertilidade?


Segundo a Dra. Waleska de Carvalho, especialista em reprodução humana, o anticoncepcional oral mantém a fertilidade, e as mulheres que tenham usado por muito tempo, terão as mesmas chances de engravidar naturalmente, quando parar de tomar o medicamento.


Na maioria das mulheres, o efeito do anticoncepcional é revertido em até três meses após a suspensão, com normalização do ciclo menstrual e ovulação.


De acordo com um estudo publicado na revista Human Reprodution, as mulheres que tomaram pílulas anticoncepcionais por mais de cinco anos, têm mais chances de engravidar num curto espaço de tempo do que as mulheres que usaram a pílula por pouco tempo. Isso acontece porque quanto mais tempo a mulher usar a pílula, menos ovulações ela terá e, desta forma, a sua fertilidade se manterá preservada. Inclusive, o anticoncepcional, também pode ser usado em técnicas de reprodução assistida com o objetivo de corrigir disfunções hormonais antes da fertilização in vitro.


Uma causa comum da diminuição da fertilidade identificada após abandonar a pílula é a infertilidade relacionada à idade avançada e doenças como endometriose e síndrome do ovário policístico.


É importante ressaltar que cada mulher responde ao uso do anticoncepcional de uma forma. Algumas podem engravidar logo após a pausa do medicamento, porém em outros casos, ira levar um período maior. Mas o importante é que se em 6 meses da interrupção, a mulher notar que o seu organismo não voltou ao normal, é ideal que procure ajuda médica para investigar as causas.